close

Erik Bladinieres fala de PES 2016 na E3 2015

Falae, brothers, tudo de boa? Então vamos a mais um post sobre Pro Evolution Soccer!

Bem, para começar, gostaria de agradecer a todos vocês, membros da comunidade Webrothers, por terem votado bastante em PES 2016 e Metal Gear Solid V para melhor jogo da E3 no UOL Jogos; os 2 jogos da Konami estão na liderança graças a vocês e, se quiserem votar mais, basta clicar na imagem abaixo!

Bem, galera, como eu digo sempre, precisamos nos unir e mostrar forçpa, cada vez mais. Eu já disse a vocês: se não tiverem um Twitter, façam um,, pois é o canal que a Konami usa (acesse clicando aqui)!!!


Além disso, a Konami soltou mais algumas imagens promocionais da Master League e do myClub, onde podemos constatar que os menus estão mais bonitos (embora eu não curta esses menus azuis) e, com mais informações.


A Konami confirmou, de maneira oficial, que todos os recursos de edição estarão presentes tanto na nova geração quanto na velha do Playstation e no Xbox 360, provavelmente)!!!!!!!


Bem, como foi divulgado na E3, a versão apresentada de PES 2016 é uma pré-alfa de 55%. Adam confirmou que os trabalhos do PESTeam em Windsor continuam em ritmo acelerado, a fim de terminarem o PES 2016!


Além disso, nesta quarta (24/06/15) será revelada a edição especial de aniversário de PES 2016, que virá numa caixa metálica!


Lembrem-se do conteúdo dessa edição: Neymar por definitivo, 1 jogador da seleção da UEFA em definitivo, 10.000 GPs por semana durante 20 semanas, 20 itens de recuperação física, 5 itens para renovar contratos de jogadores, 1.000 coins de myClub e a caixa metálica.


Uma coisa que está muito bonita é o site do PES 2016; além de bonito, tem muitas informações do jogo, coisas que vocês têm que ler, são obrigatórias!


Bem, finalmente chegamos ao assunto principal do post, uma pequena entrevista concedida por Erik Bladinieres (Diretor Global de Futebol da Konami) ao portal gamerstyle, onde falará um pouco de PES 2016. Vamos lá?

GS: Que estratégias de mercado específico serão realizadas com PES 16 na América Latina?

EB: Toda a estratégia para entrar na América Latina começou há sete anos e o que temos feito é colocar licenças gradualmente à medida Copa Libertadores, Copa Sul-Americana, Recopa, a Liga Brasileira, Liga Argentina, tem jogadores latinos na capa, colocamos comentaristas específicos do México , Chile, Brasil, Argentina, tudo o que tem sido feito é uma estratégia que levou vários anos e é porque a América Latina é um mercado muito, muito importante. Historicamente a KONAMI tem presença na América Latina, PES, Winning Eleven antes, eram muitos dos jogos mais amados que fugíamos da escola para ir jogar com os amigos, e começamos a tomar essa oportunidade para fazer todo este desenvolvimento LatAm específico. Agora, bem, meu caso é um desses, eu comecei como Diretor da América Latina há sete anos no México, e comecei a trabalhar em conjunto com a equipe do Japão e os EUA em tudo isso. Agora estou na Europa e sou Chefe Global de PES, e bem claramente, sendo Latino sempre coloquei uma força extra, claramente eu agora me preocupo com os mercados europeus e asiáticos, mas podem ver a capa que é o 100% Latino Neymar , com quem nós cobrimos o mercado europeu porque joga lá, mas a verdade é que foi um presente de volta para a América Latina, e muitas outras coisas virão. Temos uma equipe completa de marketing, desenvolvimento de toda a América Latina, e PES 16 especificamente é baseado no feedback dos Europa e na América, fez várias pesquisas de mercado com os consumidores através das nossas redes sociais, comunidades, e então alguns com alvo objetivo, mesmo com pessoas que jogam o jogo dos nossos concorrentes para ver exatamente o que eles queriam, e este jogo é desenvolvido para isso. É um jogo não para o japonês, mas para os consumidores latinos e europeus de futebol, e é o que eles vão ver com este novo título.

GS: As tendências ditam muitas vezes a competição também, neste momento, por exemplo, a inclusão de equipes femininas no Fifa. Existe chance de que você também inclua tais ligas?

EB: A verdade é que bom para eles para fazerem a inclusão de equipes de mulheres, para nós, a estratégia é completamente diferente com as licenças que temos, e, infelizmente, essas licenças não têm equipas femininas. A verdade é que PES é desenvolvido com base nisso, com licenças o mais realistas possíveis, é um jogo realista 100% é um simulador. Falando de gráficos agora, eles são muito mais avançados do que você está vendo na concorrência. Eles (a EA) se concentram mais em mercados casuais, mais maciços, estão agora explorando um diferentes mercados, incluindo as seleções femininas, mas são totalmente diferentes  (do PES) em termos de mercado e produto.

GS: Agora que você já teve a oportunidade de trabalhar de forma mais global, não focada para o México ou a América Latina, quais são as diferenças entre os jogadores europeus e latinos?

EB: É engraçado, mas a verdade é que a semelhança entre a Europa e a América é maior do que sempre acreditamos, pelo menos no meu caso. Definitivamente trabalhar com jogadores espanhóis, italianos, Portugueses é exatamente o mesmo que trabalhar com mexicanos, argentinos ou brasileiros, em seguida, a verdade é que isso tem sido muito bom. Eu pensei que seria um desafio,  um grande desafio que nós estamos enfrentando agora, mas eu pensei diferente do que estamos fazendo, e até mesmo trabalhar com o Inglês ou o Francês, ainda existem semelhanças. A paixão pelo futebol é a mesma, amor, chorar e chorar, tudo é igual; sentar e conversar com Neymar ou qualquer jogador na América Latina é exatamente o mesmo. Então, não, não é diferente, a diferença é que agora eu tenho que acordar muito, muito cedo para falar para o Japão durante o dia e à noite a Europa com a América.

GS: Em termos de estratégia de mercado, como planejam isso dependendo da localização geográfica?

EB: Temos gerentes de marca para diferentes regiões e depois localmente em cada país, temos equipes específicas de marketing e branding, então o que estamos fazendo, eu no meu computador, na Inglaterra, temos uma equipe multinacional que criou a estratégia global da marca, e, em seguida, passamos a cada um do países, e se adequam de maneira mais específica. Tentamos ter um guia geral, com logos, conceitos, 20º aniversário neste ano, a capa e certas coisas que têm sentido global, mas não há uma estratégia muito específica, não é o mesmo como fazer o marketing no México como fazer na Argentina ou na Inglaterra, então isso deixamos para as equipes locais e trabalhamos em estreita colaboração com eles.

GS: Agora vocês estão muito fortes no eSports. Como começaram nessas atividades?

EB: Temos a PES League, se chegamos a PESleague.com, é o primeiro torneio global que está realmente estruturado e foi feito com torneios de PES 15. Fazemos torneios há 20 anos, mas sempre erm atividades específicas em cada país, mas a partir do ano passado, começamos a fazer uma estratégia global que é parte dessa integração que estamos fazendo e PES League hoje tem mais de 600 000 jogadores que jogam quase todos os dias para serem o melhor jogador do mundo. A final nós fizemos há alguns dias em Berlim, na final da Liga dos Campeões, venceu um francês, mas viajaram para lá 32 jogadores de todo o mundo, da América Latina foi o México, Chile, Brasil, Argentina, Colômbia, Peru, mas também europeus, japoneses , os australianos, gente de todo o mundo e todos os 32 jogadores competiram para ver quem é o melhor jogador do mundo. É parte do noso eSports, o vencedor levou para casa $ 15 000 euros, uma Samsung com tela curvada de aproximadamente 3 mil euros, viagens, bilhetes para entrar na Liga dos Campeões e muito mais, e este ano temos parcerias maiores com patrocinadores como a Samsung, PlayStation , Bridgestone, Nissan e há países onde vamos dar carros. Esports é realmente uma das áreas mais consistentes que traremos a nível mundial.

GS: É do conhecimento comum que a Konami está migrando para o mobile. Como isso afeta o PES e as diretrizes estabelecidas?

EB: A notícia que vazou não é verdadeira, se hoje você ver nosso estande e a presença que temos, podem ver claramente que o console permanece extremamente forte. Definitivamente a empresa, como toda a indústria, tem um foco no celular, mas isso não significa que você tem que deixar qualquer um. Hoje podemos ver no estande do PES, têm 10, 12 telas com console e tem um par de telas com móveis. Eu como diretor de marca global móvel apoio totalmente, somos extremamente ativos em móveis, sim, há um grande foco, não podemos deixar de vê-lo, é uma das correntes maiores do mundo, se não o maior nível de tecnologia, mas isso não significa que vamos perder o foco dos consoles, é a nossa indústria e tudo nesse show da E3 é sobre de consoles. A empresa é estável, vamos muito bem, PES está mais forte do que nunca, ter um jogador como o Neymar na capa não é barato. Estamos em todos os consoles e vamos continuar a fazer progressos.

GS: Para terminar, com sua experiência e visão muito particular da indústria, como você vê as previsões em termos de eSports e simuladores esportivos?

EB: A indústria daqui a três anos ninguém vai saber, é uma indústria que está em constante mudança, a tecnologia está sempre no limite, e estudios como a THQ, que era antes muito grande, pereceu porque não se adaptou a essas mudanças. Toda a indústria está mudando, tudo pode acontecer. O que vemos agora com os eSports e a integração das comunidades é essencial para a evolução, parte digital, a parte móvel, ou como combinar móvel com console, tudo isto com comunicação de diferentes dispositivos. Ela está mudando dramaticamente, a realidade virtual. Há tantas coisas que estão acontecendo e que a tarefa é sempre manter-se jovem, ativo e no limite da tecnologia, que é a coisa engraçada sobre esta indústria que está mudando e não há um segundo para se descansar, você sempre tem que estar correndo atrás.

[highlight color=”eg. yellow, black”]Fonte: Gamerstyle[/highlight]

E aí, brothers, o que acharam? PES 2016 não é o último para consoles, isso é delírio de gente maluca. Comentem bastante!

Um abraço a todos e #OCampoÉNosso #WeWillRockYou #AmeoPassadoJogueoFuturo

MOSTRE A WEBROTHERS PARA OS SEUS AMIGOS!

NÃO LEIA APENAS, COMENTE A POSTAGEM. O SEU COMENTÁRIO É A NOSSA MOTIVAÇÃO!

ENTRE NA PES LEAGUE COPA LIBERTADORES CLICANDO NO LINK http://bit.ly/WeB-PESleague

RESOLVA SEUS PROBLEMAS DE CONEXÃO NO PES 2015 CLICANDO AQUI

Webrothers Site – http://www.we-brothers.net/
Webrothers Forum – http://www.we-brothers.net/forum
Webrothers Twitter – https://twitter.com/webrothersteam
Webrothers Facebook – https://www.facebook.com/webrothersteam
Webrothers Google+ – https://plus.google.com/u/0/+WebrothersNettea

 

Tags : Adam BhattiDestaqueE3 2015EntrevistaErik BladinieresKonamiMaster LeaguemyClubPES 2016Pro Evolution Soccerpro evolution soccer 2016WebrothersWinning Eleven
Edu Suliano

The author Edu Suliano