PES League, e-Brasileirão e polêmica das licenças no PES 2018
close

Olá, brothers, tudo de boa? Então vamos a mais uma matéria sobre PES 2018!

Estamos passando por algumas semanas de marasmo em relação a notícias sobre nosso amado Pro Evolution Soccer mas, mesmo assim, conseguimos garimpar alguns assuntos relevantes sobre a nossa amada franquia.

Classificatórias Asiáticas da PES League

Para começar, a PES League divulgou os classificados para a primeira eliminatória, que será disputada em Tóquio:

De cara podemos ver 2 brasileiros classificados para essa eliminatória, Guifera e Felipe Mestre. Creio que, neste ano, o Felipe Mestre vem muito motivado pelo título do Guifera e, por isso, vai brigar lá em cima pelo título. Segue a agenda de competições:

O vencedor das classificatórias asiáticas receberá 8,2 mil dólares:

ASIA ROUND Categoria 1v1 Vencedor:USD 8,200
Fase de Grupos(USD 200 * 3 partidas) + Quartas de Final(USD 600) + Semi Final(USD 1,000) + Final(USD 2,000) + Prêmio ao Vencedor(USD 4,000)

Algum de vocês aí jogam a PES League? Vocês estão pegando muitos derrubadores? tenho usado a PES League pra melhorar meu jogo online. Muitas vezes pego uns caras viciados lá, e tomo vários sacodes. Entretanto, tenho melhorado muito meu toque de bola e rapidez de raciocínio e, com isso, meus resultados nas partidas online e no myClub vem melhorando.

Ainda falando de jogatina online, nesse tipo de jogo, esses dois itens citados são os principais para se alcançar a vitória: toque de bola e rapidez de raciocínio. Com o aumento da dificuldade das partidas contra a CPU, até a Master League pode servir de treino para o online: basta colocar a dificuldade no “lenda” e se preparar pra ser exigido.

Tenho que confessar que estou tomando gosto pela jogatina online (que o diga o meu pato Rogério, que só toma sacolada).

e-Brasileirão conhece seu campeão!

E, no último dia 01 de dezembro, o e-Brasileirão conheceu seu campeão: trata-se de Henrykinho, representante do Cruzeiro. Ele bateu Valber Mendes, que defendia o Atlético Goianiense, na grande final.

– Aqui é Cruzeiro! Vitória para meu pai e minha família que sempre me acompanhou. Muito emocionado de representar meu time do coração. Quero agradecer a todos que torceram para mim. Acho que é um passo de cada vez. O próximo passo é tentar uma vaga no Mundial e depois o título – disse o campeão ao SporTV.

Vale lembrar que, em 2016, ele perdeu a final do e-Brasileirão para o atual campeão mundial, Guifera, que foi eliminado ainda na fase de grupos neste ano. Além do título, Henrykinho se classificou para a  qualificatória das Américas do mundial de PES.

Abaixo vocês poderão ver os dois vídeos da transmissão do e-Brasileirão pela CBF:

Eu aconselho a todos assistirem os vídeos, pois trata-se de uma ótima oportunidade de se conhecer os macetes do jogo e, além disso, se observar o ritmo e intensidade das partidas competitivas.

SporTV e a polêmica do licenciamento

Além disso, tudo foi transmitido pelo SporTV, e foi aí que a coisa ficou interessante. Vejam o vídeo abaixo:

Durante a transmissão, tanto o narrador quanto o comentaristanão se prenderam apenas à transmissão da partida, mas falaram sobre assuntos inerentes ao cenário atual do Pro Evolution Soccer.

Para começar, falaram da importância do engajamento dos clubes no e-Brasileirão, que estavam acompanhando em tempo real pelas redes sociais. Depois, começaram a falar da importância da exposição dos clubes nos jogos e seu papel na captação de novos torcedores. Além disso, o clube licenciado no jogo está expondo seus patrocinadores também, o que potencializa ainda mais a captação de recursos, fora a verba do licenciamento.

De repente, durante a transmissão, o narrador do SporTV começa a falar dos jogadores licenciados e genéricos. Durante a transmissão da final entre Valber (Atlético Goianiense) e Henrykinho (Cruzeiro), ele chama à atenção para o fato do Cruzeiro ter jogadores reais, e o Atlético fakes. Ele pede um esforço aos jogadores em autorizar suas imagens, facilitando o trabalho das produtoras através de um meio organizado de se conseguir esses direitos.

Durante a transmissão, os jogadores que não autorizaram suas imagens no game são bastante alfinetados, e toda a dificuldade em se licenciar o Brasileirão por completo é exposta. Como já falamos em matérias anteriores, esse apoio da Globo, seja pelo Cartola, seja pelo SporTV, é a esperança que temos em ter o licenciamento completo do Brasileirão. E a pressão já começou e, esperamos, que não pare por aí e isso se reverta em atitudes concretas.

Entretanto, projetos futuros também são citados. Fala-se do projeto das partidas do e-Brasileirão acontecerem nas preliminares dos jogos nos estádios, intensão que nos foi passada durante evento na sede da CBF em 2016 (eu estava lá). Assim, o torneio seria em pontos corridos, acompanhando a tabela do campeonato “real”, mas a CBF resiste um pouco a essa ideia, pois crê que um “evento final” é necessário para esse e-Sport.

A diferença dos times no e-Brasileirão

Outro assunto abordado na transmissão é a diferença dos elencos dos times e sua influência no torneio. Enquanto o Henrykinho joga com o Cruzeiro, com alguns bons jogadores, o Valber usa o Atlético Goianiense, um dos piores elencos do Brasileirão.

Isso só mostra a capacidade e a categoria do Válber e, ainda por cima, valoriza ainda mais a vitória do Henrykinho. Ainda não tenho uma opinião formada se esse modelo é o ideal ou se os clubes deveriam ser nivelados no torneio, dando igualdade de condições a todos, mas parece que essa é a intensão da Konami, segundo André Bronzoni.  E vocês, o que acham?

Um abraço a todos e #OCampo é nosso!

Ahhh, e não se esqueçam de nos seguir no Twitter @WebrothersTeam!!!!!!!!!!! Estou lá o dia inteiro e dou as notícias em tempo real!!!!!!!!!!!

>>>> LANÇADA A V3 DO OPTION FILE DO VINNYEXTREME PARA PES 2018 PS4!!!!!!!!!!!!!!!!<<<<<

COMPRE SEUS JOGOS EM MÍDIA DIGITAL COM O RAUL!!!!!!!!!!

MOSTRE A WEBROTHERS PARA OS SEUS AMIGOS!

DENUNCIE DERRUBADORES CLICANDO AQUI!!!!!!!!!!!!!!!!!

NÃO LEIA APENAS, COMENTE A POSTAGEM. O SEU COMENTÁRIO É A NOSSA MOTIVAÇÃO!

Comments

comments

Tags : André BronzoniDestaquee-brasileirãoKonamipes 2018PES Leaguepro evolution soccer 2018Winning Elevenwinning eleven 2018
Edu Suliano

The author Edu Suliano

33 Comentários

  1. Ainda fico com a esperança de entrar aqui qualquer dia e ver que a Konami decidiu antecipar a DLC de fevereiro… Não dá pra acreditar nisso

  2. Estive analisando tudo que foi dito, na verdade os jogadores não são burros, alguém faz um comercial de graça pra Nike apenas pra ter sua imagem em evidência, claro que não. Outra, dizer que jogador não sabe do que se trata, balela. Os atletas tbem curtem videogames. O que acontece é que são aproveitadores e pedem valores fora da realidade achando que pq essas empresas captam muita grana e vão se dar bem, uma pena a Konami ter de se juntar com a Globo lixo mas não vejo outra saída para conseguir licenciar o brasileirão

  3. A falta de noticias continua…. Inclusive com a materia. KONAMI precisa nos dar noticias. Quero ver o que vai ter dia 11/12.

  4. Eu vi comentários de que os jogadores de São Paulo e Vasco estão como jogadores livres… Só que no meu Pes eles não aparecem em canto nenhum. Alguém sabe me dizer se eles sumiram de vez para aparecer novamente na DLC 3.0 ou ainda estão em jogadores livres?

  5. Temos que lembrar que mesmo que a Globo consiga ajudar no licenciamento, em 2019 vários times assinaram contrato com o Esporte Interativo. Isso pode complicar kkkk

  6. Tomara mesmo que esse apoio da globo se concretize seria sensacional pro PES e pra nós brasileiros fãs do PES e do Brasileirão. Edu e quanto a parceria do Corinthians e Flamengo vai até quando ? será que já não era a hora da Konami renovar a parceria exclusiva com esses clubes? A Konami costuma bobear nessas horas,a liga espanhola que o diga .Certeza que a EA desanimou com a liga Brasil no fifa pela ausência de CRF e SCCP no jogo. Digam o que disserem Flamengo e Corinthians são os maiores clubes do Brasil disparado nem tem comparação.

  7. Edu será que a Globo e a Konami já estão se acertando para uma futura parceria pro PES 2019 ou 2020 ? o que seria excelente e com certeza o patamar do Brasileirão no PES subiria bastante,queria ver se algum jogador iria bater de frente com a Globo,com certeza todos os times estariam com elencos licenciados e completos.O que acho estranho nisso é a EA não se aproximar da Globo já que o Tiago e o Caio poderiam fazer essa ponte entre EA e Globo;talvez a EA não esteja mesmo interessada no Brasileirão .A Konami ao contrário fazendo de tudo pra agradar o publico brasileiro,graças ao André B. que faz o possível pro Brasileirão estar 100% no PES.

  8. Os jogadores brasileiros são burros, em vez de aceitar ceder a imagem deles, ganhar uma grana, o povinho burro.
    Sem brasileirão não tem graça, a torcida é muito mais da hora!
    Quem sabe a globo não cutuca o rabinho deles, pra eles acordarem!

  9. Esses narradores do Sportv sabiam o que falavam, foram muito bem orientados expondo a dificuldade do licenciamento dos clubes no jogo e sua importância. Penso que realmente a Globo quer abraçar essa ideia do e-Brasileirão, ficou bem claro nessa transmissão, e tudo isso tem a mão do André, pois torço muito para que dê certo e com certeza vai. Imagine o e-Brasileirão com os times 100% licenciados, todos os estádios, com dezenas de PS4 nos dias de jogos à disposição do público, com a transmissão da Globo dos pro gamers antes das partidas no campo real começar, isso seria um marketing monstruoso e a franquia seria vista com bons olhos em outras ligas, contudo precisamos da conscientização dos jogadores para liberação de suas imagens, tendo isso em mãos, teremos um Brasileirão no PES no padrão da Premier League do FIFA PORCO, isso faria as vendas explodirem aqui no Brasil, e expandir essa ideia em outras ligas Sul-Americanas, a E,A, seria engolida aqui nas Américas, depois atacá-la no mercado europeu, trazendo a Bundesliga para PES e achar um maneira de buscar a Premier League, não sei como, mas com força de vontade e dedicação se consegue tudo nessa vida, contudo para tudo isso acontecer, precisamos de um cara como o André na posição de uma gerência global, ai sim, ficaria tudo mais fácil.

    Tio Edu provocou e agora vai ter que aceitar meu desafio online com transmissão ao vivo para toda galera qualquer dia desse. Vai frangar? kkkkkkkkkkkkkkk… Vamos jogar com Brasil vs Alemanha, pois não ser diferente do acontecimento de 2014. kkkkkkk…

  10. enquanto os jogadores não se organizarem para montar uma associação que ficasse responsável por essa liberação dos direitos de imagem para games e afins, nada vai mudar… engraçado é que isso poderia ser organizado pelo sindicato dos jogadores, mas o sindicato como sempre só aparece na hora de entrar com processos na Justiça…. pior é que tem um monte de advogado iludindo os perebas dos jogadores, achando que uma empresa de games poderia pagar uma fortuna pra cada jogador… se pensar que cada game no Brasil custa 200 reais, além do custo de produção, licenças de clubes e estádios… não sobra quase nada pra pagar para os jogadores… e temos centenas de jogadores no game, ou seja, é inviável economicamente…. jogador brasileiro deveria disponibilizar sua imagem até como uma promoção pessoal gratuita, estar em um game vendido no mundo todo, para esses cabeças de bagre do Brasil, é o máximo que eles vão conseguir na vida…..

    1. cara, o Paulo Andre lutou com o Bom Senso e nada adiantou. Tanto que o cara cansou e caiu fora,pois viu que a maioria dos boleiros sao todos mercenarios.

  11. Edu, será que a Konami (EA também) procuraram todos os jogadores da Serie A para licenciamento? Sabemos que são muitos jogadores, mas será que todos foram consultados para seu uso de imagem? Pois se as produtoras não foram atrás, não tem que o jogador fazer.

    Voce sabe?

  12. É uma parceria que pode dar certo (Konami x Globo).

    Esperamos que a Konami tenha capacidade de firmar uma parceria com o grupo Globo e ajudar nesses licenciamentos!! Chega de fakes!!!

    Excelente Matéria!!!

  13. Salve galera! Beleza?!
    Já passou da hora de pressionarmos os jogadores do Campeonato Brasileiro a cederem sua imagem para Konami reproduzir em PES, ou pelo menos facilitarem uma negociação.
    Os jogadores precisam entender que é benéfico para eles, pois é divulgação, e benéfico para o fã, que tem mais imersão com jogadores licenciados!
    Tomara que corrijam mesmo São Paulo e Vasco da Gama, e quem sabe mais alguns times brasileiros, na DLC 3.0!

      1. Claro que são burros, são jogadores brasileiros de futebol, com todo o respeito uehuheuheu
        Acho que se esse lance de direito de imagem não mudar, digo, a Lei Pelé que rege essa carniça ae, podemos começar a dar adeus ao campeonato brasileiro.
        EA levando ferro, Konami já levou.
        Daqui a pouco simplesmente abandonam essa poha aqui e já eras.

Leave a Response